DEPARTAMENTO DE FÍSICA

 

Informática Clínica e Sistemas de Telesaúde - EB

Ano letivo: 2016-2017
Especificação técnica - ficha curricular

Elementos especificos
código da disciplinaciclo de estudossemestre lectivocréditos ECTSlíngua de ensino
2007979116pt,en


Objectivos formativos
Fornecer de uma forma sistemática as tecnologias e os fundamentos para a integração e desenvolvimento de sistemas de informação e de apoio à decisão em aplicações clínicas. Em particular, é objectivo exporem-se os protocolos e abordagens mais significativas em sistemas de informação clínicos, as arquiteturas e tecnologias utilizadas para a construção de sistemas telemédicos (nomeadamente de sistemas pHealth), e ainda algoritmos de análise de informação clínica para apoio ao diagnóstico.
A disciplina contribui para a aquisição das seguintes competências:
Instrumentais:
? Capacidade de análise e de síntese em problemas complexos;
? Competência de resolução de problemas concretos no âmbito da Informática Médica.
Pessoais:
? Trabalho em grupo;
? Raciocínio critico.
Sistémicas:
? Autoaprendizagem;
? Investigação.
Programa genérico mínimo
Capítulo I: Informática Médica
Conceitos básicos em Informática Médica
Sistemas de Informação Hospitalar

Capítulo II: Sistemas Hospitalares
Normas para a representação e transmissão de informação clínica (ICD9/10, SNOMED, SIPE);
Registos clínicos (openEHR, CEN 13606, HL7 CDA)
HL7 (v2.3 e v3)
Standard DICOM

Capítulo III: Sistemas Telemédicos
Serviços e tecnologias de suporte à tele-medicina
Normas para tele-medicina (IEEE 11073 PhD e BSM; H323, H26x, RTP, redes de sensores)
Middlewares

Capítulo IV: Algoritmos de Diagnóstico e de Apoio à Decisão
Algoritmos de análise de informação clínica (séries temporais e de imagem) para sistemas de suporte à decisão.
Pré-requisitos
Programming, Domain Transform, Mathematic Analysis, Statistics, Algebra, Distributed Systems, Information Systems, Data Bases
Competências genéricas a atingir
. Competência em análise e síntese;
. Conhecimentos de informática relativos ao âmbito do estudo;
. Competência em gestão da informação;
. Uso da internet como meio de comunicação e fonte de informação;
. Preocupação com a qualidade;
. Competência em trabalho em grupo;
. Competência em trabalho em equipas interdisciplinares;
. Competência em entender a linguagem de outros especialistas;
. Compromisso ético;
. Competência em planear e gerir;
(por ordem decrescente de importância)
Horas lectivas semestrais
aulas teóricas30
aulas práticas laboratoriais40
orientação tutorial5
total horas lectivas75

Método de avaliação
Resolução de problemas30 %
Exame70 %

Bibliografia de referência
. Henriques and P. Carvalho (2010) Slides de Informática Médica, DEI-FCTUC.
Bas Revet, DICOM Cook Book for Implementation in Modalities: Chapter 1 and 2, Philips Medical Systems, 1997.

Norma: ftp://medical.nema.org/medical/Dicom/

U. Engelmann, H. Muensch, A. Schroeter, H. Meinzer, The last 10 years of evolution in teleradiology: an overview of concepts and approaches of CHILI, Int. J,. CARS (2007) 2 (Suppl. 1)S 315-316.

L. Schmitt, T. Falck, F. Wartena, D. Simons, Novel ISO/IEEE 11073 Standards for Personal Telehealth Systems Interoperability, 2007 Joint Workshop on High Confidence Medical Devices, Software, and Systems and Medical Plug-and-Play Interoperability, pp. 146-148, 2007.

M. Clarke, Developing a Standard for Personal Health Devices based on 11073, eHealth Beyond the Horizon-Get IT there, IOS PRESS, pp. 717-722, 2008.
Método de ensino
Aulas teóricas com exposição detalhada dos conceitos, princípios e teorias fundamentais e exemplifiquem a sua aplicação a situações reais.
Aulas teóricas (2 horas semana)
Exposição dos conceitos, princípios e técnicas fundamentais realconadas coma disciplina.
Exemplos que concretizem o interesse prático da matéria e exemplifiquem a sua aplicação a
situações reais
Aulas práticas (2 horas semana)
Propostas de problemas práticos relacionados com os assuntos leccionados na teórica, análise e respectiva implementação avaliação consiste ainda em exame final. O exame tem mínimos de 47.5%.
Recursos específicos utilizados