DEPARTAMENTO DE FÍSICA

 

Física Laboratorial II - F+mnrF

Ano letivo: 2010-2011
Especificação técnica - ficha curricular

Elementos especificos
código da disciplinaciclo de estudossemestre lectivocréditos ECTSlíngua de ensino
1002792126.0pt


Objectivos formativos

Pretende-se que o estudante adquira autonomia e capacidade de iniciativa num laboratório de Física, e que seja capaz de desenvolver projetos experimentais simples, desde a sua concepção e execução, à análise e discussão dos resultados.

Em particular, pretende-se que o aluno seja capaz de dominar diferentes técnicas experimentais;

Aprofunde o método de análise de dados e comparação de resultados;

Desenvolva o sentido crítico e a lógica experimental;

Manuseie com rigor e segurança vários instrumentos de medida;

Utilize o computador na aquisição de dados, no controlo das experiências e na análise dos resultados Aprenda a manter um “caderno de laboratório” bem estruturado;

Desenvolva as suas capacidades de comunicação oral e escrita.

Programa genérico mínimo

O curso consiste na realização de um conjunto de experiências que têm como objectivo a demonstração de leis físicas ou a determinação de constantes físicas fundamentais. As experiências cobrem os seguintes tópicos: Campos magnéticos e forças; oscilações eléctricas e ressonância; ondas electromagnéticas, sistemas mecânicos e Física Moderna.

- Balança de Ampére: Calibração de uma balança de torsão; observação das forças de interação entre duas correntes; verificação da lei de Biot-Savart; determinação da constante de permeabilidade magnética; determinação da componente horizontal do campo Magnético terrestre.

 - e/m: Observação do percurso de eletrões num campo magnético; verificação da interdependência do raio da trajetória dos eletrões com a sua velocidade e com a intensidade do campo magnético aplicado; determinação do rácio entre os valores da carga e a massa do eletrão.

 - Líquido em rotação: Observação da superfície de um líquido em rotação; verificação da forma parabólica desta superfície e sua dependência com a velocidade de rotação; determinação do valor da aceleração da gravidade.

 - Microondas: Construção de um interferómetro de Michelson; observação de ondas de interferência; determinação do comprimento de onda das micro-ondas em estudo; observação da interferência de uma onda num filme fino; determinação da espessura de um filme fino; observação de uma reflexão interna total frustrada (RITF); determinação do índice de refração de um prisma; determinação da constante de tunelamento.

 - Pêndulo Físico (régua): Observação da dependência do período de oscilação com a distância do ponto de suspensão ao centro de massa; determinação do momento de inércia da régua relativamente ao eixo que passa no seu centro de massa.

 - Pêndulo de Kater: Observação das oscilações num pêndulo físico Reversível (pêndulo de Kater); determinação do valor da aceleração da gravidade.

Pré-requisitos

Física Geral I e II.

Física Laboratorial I.

Técnicas Laboratoriais de Física.

Competências genéricas a atingir
. Competência em análise e síntese;
. Competência em organização e planificação;
. Competência em trabalho em grupo;
. Competência em raciocínio crítico;
. Adaptabilidade a novas situações;
. Competência em comunicação oral e escrita;
. Conhecimentos de informática relativos ao âmbito do estudo;
. Competência em aprendizagem autónoma;
. Iniciativa e espírito empreendedor;
. Competência em aplicar na prática os conhecimentos teóricos;
(por ordem decrescente de importância)
Horas lectivas semestrais
aulas práticas laboratoriais60
total horas lectivas60

Método de avaliação
Trabalho laboratorial ou de campo30<60 %
Projecto30<60 %
Exame0<40 %
concretização da avaliação em 20102011
Joaquim Marques Ferreira dos Santos

Bibliografia de referência

ABREU, M.C.; MATIAS, L. & PERALTA, L. F. ed. (1994). Física Experimental, Uma Introdução. Presença.

SQUIRES, G. L. (2001). Practical Physics. Cambridge Press.

BEVINGTON, P. & ROBINSON, D. K. (2002).Data Reduction and Error Analysis for the Physical Sciences. 3/e. McGraw Hill.

Método de ensino

Aulas de discussão e de realização de trabalhos experimentais com acompanhamento individual. Aulas de discussão e de realização de relatórios escritos, para cada experiência.

Os alunos deverão preferencialmente trabalhar em grupos de 2 durante a execução dos trabalhos práticos.

Recursos específicos utilizados
Laboratórios temáticos incluindo equipamento informático