DEPARTAMENTO DE FÍSICA

 

 - 

Ano letivo: 2002-2003
Especificação técnica - ficha curricular
N.B. estas fichas estão definidas apenas desde 2007 (acordo de Bolonha).

Elementos especificos
código da disciplinaciclo de estudossemestre lectivocréditos ECTSlíngua de ensino
36pt


Objectivos formativos
Competência para seleccionar, controlar e adaptar tecnologias/metodologias associadas à produção de componentes ou mesmo de sistemas cuja escala mais adequada para os descrever é a micrométrica. Estes limites dimensionais têm implicações, para além da selecção da matéria-prima a utilizar, nos processos de fabrico associados às competências da Engenharia Mecânica e coloca novos desafios, não só sobre os processos e seus limites, mas também sobre as técnicas a utilizar para o seu controlo, durante e após o processo de fabrico e nos processos de ligação. Acresce o facto que as ferramentas, necessárias para a conformação destes componentes/sistemas, são na maior parte dos casos também fabricadas por processos incluídos no conceito de microfabricação.

Programa genérico mínimo
I A Microengenharia como o processo de diminuição eficaz de consumo de energia 1.1 Definições - Microcomponente, microproduto e sistema; 1.2 Metodologias do projecto; 1.3 Materiais para a Microfabricação 1.4 A microfabricação e a competitividade europeia 1.5 Inovação e microfabricação 1.6 Futuro da micro-fabricação II Tipos de microfabricação: Processos subtractivos, aditivos e replicativos. 2.1 Processos subtractivos. (a) micromaquinagem: microfrezagem e microrectificação; (b) MicroEDM; (c) Micromaquinagem por Laser (d) Micro/Nanopadronização por laser (e) Ataque fotoquímico; (f) Corte por FIB (focused ion beam) 2.2 Processos replicativos: (a) Microenformação Micro/Nano-embossing (calor e UV embossing) (b) Microinjection moulding; Micro powder injection moulding; (c) Microestampagem (d) Microlaminagem (e) Microhidro/magnética enformação (f) Microenformação por laser. III Processos Micro aditivos/hibridos (a).Liga (b) microprotipagem. IV Microligação (a) Micromechanical (b) Microlaser (c) Microssoldadura (d) Micromaterial de enchimento multicamadas com materiais de reacção auto-sustentada. V. Tratamentos de Superfícies (plasma PVD, PECVD). VI - Engenharia da Microfabricação (a) Microfábrica (b) Manipulação na Microfabricação (c) Metrologia (d) Testes de microcomponents/peças (e) Integração dos componentes até ao produto.

Pré-requisitos
Competências genéricas a atingir
. Competência em análise e síntese;
. Competência para resolver problemas;
. Competência em raciocínio crítico;
. Competência em entender a linguagem de outros especialistas;
. Criatividade;
. Competência em trabalho em equipas interdisciplinares;
. Competência para comunicar com pessoas que não são especialistas na área;
. Competência em aprendizagem autónoma;
. Competência em aplicar na prática os conhecimentos teóricos;
. Competência em investigar;
(por ordem decrescente de importância)
Horas lectivas semestrais
aulas teóricas30
aulas teórico-práticas20
orientação tutorial10
total horas lectivas60

Método de avaliação
Resolução de problemas30 %
Trabalho de síntese20 %
Exame50 %

Bibliografia de referência
Micromanufacturing Engineering and Technology, Edited by Yi Qi, imprint William Andrew, NY, Elsevier 2009,
Microjoining: Microjoining and nanojoining. Edited by Y. Zhou, Woodhead Publishing Limited, 1st ed. Cambridge, England, 2008
Artigos técnicos e científicos que traduzam os mais actuais avanços científicos e tecnológicos na área da microfabricação.

Método de ensino
Os métodos de ensino adoptados visam essencialmente o conhecimento aplicado da Microfabricação e a sua influência das suas características no comportamento em serviço do componente/produto/sistema. Assim, as aulas iniciadoras aos temas de abordados, que integram o programa da disciplina, onde serão ministrados conceitos fundamentais e estimulada a discussão sobre a sua importância para o bom desempenho do Engenheiro, serão aulas convencionais. As aulas teórico-práticas/práticas, serão realizadas através de trabalho de grupo, em torno de um problema concreto no âmbito das aplicações diversificadas da microfabricação, e assumirão um papel relevante na assumpção da responsabilização individual e colectiva, na realização das tarefas a concretizar e prazos a cumprir, definidos ao longo do trabalho/semestre. Em todas as aulas serão incentivadas posturas pró-activas por parte dos alunos.
Estão também previstos alguns trabalhos práticos, onde o aluno terá acesso a equipamentos para levar a cabo algum trabalho experimental. Está previsto uma disponibilização de um tempo significativo, para o esclarecimento dos principais problemas, necessário à aquisição das competências adstritas à disciplina.

Recursos específicos utilizados